Conhecer os clientes – a arma secreta de todo varejista

Conhecer os clientes – a arma secreta de todo varejista

23 March 2017

Quando o projeto foi anunciado, no final de 2016, muito se falou sobre o Amazon Go e suas lojas sem checkout. Uma visão futurista do que o varejo pode vir a ser? Talvez, mas expandir esse tipo de operação em grande escala não acontecerá tão cedo. O que o projeto fez foi salientar a capacidade da Amazon em realmente desafiar as possibilidades de evolução da experiência dos clientes, mostrando que entender e agir de acordo com a necessidade dos clientes é uma fórmula para o sucesso e o crescimento.

Mesmo assim, muitos varejistas estão hoje sentados em uma mina de ouro de dados dos consumidores, cujo valor eles ainda não estão explorando. É preciso conhecer e entender o comportamento dos clientes para atender suas demandas é a arma secreta de todo varejista e, por meio da expertise trazida atualmente pela ciência de dados, é possível conquistar uma vantagem competitiva de longo prazo.

As duas áreas principais em que estamos usando dados dos consumidores para realmente mudar o jogo para os varejistas são a Precificação e o Planejamento de Cenários. Grande parte da batalha do varejo ocorre no preço e os varejistas vencedores serão aqueles mais competitivos sem investir mais que o necessário. Ter um amplo entendimento, do ponto de vista do consumidor, sobre os drivers de percepção de preços para diferentes grupos de clientes oferece uma base sólida para investimentos inteligentes e, por isso, os avanços na ciência da precificação oferecem recomendações preditivas para linhas individuais de preço e itens-chave de valor (Key Value Items) alinhados ao que é mais importante para seus clientes. A capacidade de modelar com precisão as estratégias de precificação, em tempo real, com base nas demandas dos clientes, oferece uma vantagem sobre quem está preso na armadilha da guerra de preços e de seguir a concorrência.

Da mesma forma, ser capaz de prever o impacto de fatores como as guerras de preço, mudanças na percepção dos clientes, mudanças demográficas, novos competidores com modelos de negócios diferentes, inovações tecnológicas e choques econômicos é outra real transformação. Que varejista não gostaria de traçar cenários para os próximos cinco anos e tornar esses tempos de mudanças sem precedentes um pouco menos aterrorizantes? Se comprometer com melhores informações para decisões estratégicas no varejo será essencial para o sucesso e as técnicas mais modernas de modelagem preditiva devem ser uma ferramenta essencial no arsenal de todas as empresas.

Por isso, as lojas sem checkout deverão ficar distantes de se tornar o padrão do varejo, mas melhorar a experiência de consumo por meio do uso inteligente de dados é algo a que todas as empresas podem se dedicar desde já.

Global Capability MD

Back to all content